domingo, 27 de janeiro de 2008

bendita seja


Sabe aquele sonho ruim? aquele que a vontade é de acordar e esquecer tudo rapidinho? [...]

"eles se gostavam tanto que chegaram a discutir, proibindo um ao outro de esquecer ou viver sem aquele amor...
e hoje se nota que não sobrou só o desgosto, sobrou mágoa, dor, e um nó na garganta...
dizem que ele não esqueceu... e que ela, ah ela, sim, ela vai esquecer"

Toda essa calmaria era de se estranhar...mas os abraços no banheiro foram bem vindos, o colo, as declarações, e a certeza: sim...sem elas não tem como viver.
O não beber [demais] é algo proveitoso diga-se de passagem... e conseguir dizer um não, mas um NÃO a maldita tentação é mais proveitoso ainda.

Cama quentinha, travesseiro cheiroso....sono leve.

Imagem e Ação, torta, batata-frita e a Ritinha de lá pra cá, fazendo "Xixi" a cada visita da Vida, fizeram um domingo bemmmmmm bom.

A gênia ganhou beijo do Gus... e ele pediu quando o Murilo volta. Saudade do meu filhote, mas daquelas saudades de ficar perdida. Não dá pra ficar longe.

Show divinamente lindo ao som de Janis...
outro cheio cheio e digamos de passagem perfeito com os sêos Beatles
mas escutar Rosana....hááááa...encheu meu peito brega de saudade e emoção

A música na sombra
O ritmo no ar
Um animal que ronda
No véu do luar

Eu saio dos seus olhos
Eu rolo pelo chão
Feito um amor que queima
Magia negra, sedução
Como uma deusa
Você me mantém
E as coisas que você me diz
Me levam além

3 comentários:

Rochele disse...

Eu também to com saudade de Murilo.
E tu sabe que certas coisas não valem a pena, algumas pessoas devem ser deletadas, assim facinho, como se nunca houvessem existido. Sabe aquela coisa da página em branco.. é assim mesmo.
Bjos

Grasi disse...

Não foi nenhum esforço te embalar em meus braços amor... to aqui sempre ok.
Tu é maior que tudo isso, sempre foi e é por isso que ainda que tropeçando tu segue em frente, enquanto os pobres de espírito ficam se apegando em qualquer bobagem que possa tornar a vida medíocre que levam mais interessante.
Um dia se cai do cavalo, no outro quem cai é quem riu da tua queda.


E sobre a tal "leveza" fico muito feliz por ti, e torcendo sempre.
AMO****a lot***

laine. disse...

Na real eu não sei o que prefiria...
Estar ali, pra te confortar. Ou ter mesmo ido embora, pra não te ver mal.
Pode ser egoísmo, mas me machuca.

Na verdade, eu sei que tu não sentiu minha falta. =/